Interação











VARIEDADES POÉTICAS

PREFÁCIO

Por Gesilane Domingo de Sousa

Conheci a Francilângela num encontro com professores de Língua portuguesa, então percebi que ela possuía um encanto peculiar, o dom de trabalhar com as palavras, após algum tempo constatei isso com prazer ao ler o seu livro.

Esta obra poética nos enreda no torvelinho de lembranças do passado, com sua face repleta de sentimentos amorosos e reflexões pessoais. Mesmo sendo poesias de tempos juvenis, nos mostra traços da sua personalidade que àquela época já apresentavam a sensibilidade e a inocência de uma menina com ideias de mulher.

Na sua escrita deparamos com um tênue diálogo entre a autora e o eu-lírico que torna-se então o protagonista da sua vida, numa fusão íntima. As suas poesias são a concretização da sua leitura do mundo, do cotiano, da sua alma lírica que aflora naturalmente em forma de versos. Perceptível, por exemplo, quando nos fala nas estrofes:

“Meu eu às vezes se esvai,

vaga por lugares longínquos

que não sei onde ficam

Ilusão que se vai

Tristeza que permanece

em virtude de busca

O poeta nunca está em si mesmo

permanece em devaneios

à busca da melhor palavra

para o poema.”

Convido o leitor a se inserir nesta leitura pura e agradável que reflete todo o universo da nossa poetisa.

Gesilane Domingos de Sousa

Gesilane Domingos de Sousa, professora do estado do Ceará desde 1998, fez faculdade de Letras e duas especializações, uma em Língua portuguesa e a outra em Literatura brasileira.



{12 de outubro de 2012}   Leia para uma criança!

Leia para uma criança! Uma bela iniciativa do Banco Itaú. Veja o que diz a campanha e acesse o site do Itaú Criança para solicitar três exemplares que estão disponibilizando gratuitamente.

Entenda

Ler para uma criança é um gesto simples e muito importante. Por meio dele, contribuímos para a educação, a cultura e o lazer das crianças e ajudamos a mudar para melhor o futuro do Brasil.

Histórias podem mudar a história de uma criança.

Crianças que ouvem a leitura de histórias aprendem melhor, desenvolvem a capacidade de se expressar e se comunicar com os outros.

Ler para uma criança contribui para a garantia de seus direitos.

Quando um adulto lê para uma criança, oferece a ela o acesso à cultura, ao lazer e à educação. Além disso, a leitura aproxima o adulto e a criança e possibilita que compartilhem bons momentos.

As crianças de hoje cuidarão do país amanhã.

São 18 milhões de crianças e adolescentes de 0 a 15 anos que definirão o futuro do país daqui a 30 anos.

Você pode ser um grande leitor.

Aventure-se e leia. Ao ouvir sua leitura, a criança vai se familiarizando com a linguagem, construindo seu vocabulário e ampliando sua capacidade de compreender o mundo.

Divulgue

Sua missão: ler e inspirar.

Para cuidar do presente e do futuro das crianças dependemos de um importante personagem: você.

Por isso, leia para uma criança e incentive outro adulto a fazer o mesmo.

Ler para uma criança contribui
para sua educação e bem-estar.

Esse é o papel e a responsabilidade de todos nós. Acredite.
Ler para uma criança é um ato capaz de provocar efeitos muito
positivos no seu desenvolvimento.

E quanto mais pessoas toparem essa aventura, mais feliz
será o final dessa grande história.

Pratique

Queremos que a experiência de leitura entre você e uma criança seja muito positiva.

Almanaque

Descubra matérias, projetos e indicações de leitura. Clique e veja

Receba gratuitamente a Coleção Itaú de Livros Infantis

A Coleção

São três volumes da Coleção Itaú de Livros Infantis para você ler e reler para as crianças. Navegue e conheça um pouco mais sobre cada um deles.

Peça aqui sua coleção



{12 de outubro de 2012}   Leia para uma criança!

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=FGVx6Y8DaUc





A fantástica e mágica emoção de se ter um livro publicado

by Francilangela

Quem tem o sonho de publicar um livro é porque, provavelmente, já escreve. O ato de escrever atecede, e muito, o de querer ver seus textos publicados. Pode até ser que com alguém seja diferente. Primeiro nasceu o desejo de publicar seja o que fosse.
Mas, pelo menos comigo, escrever pura e simplesmente, veio primeiro. A intenção era desafogar o espírito dos pensamentos.
O tempo vai passando e você vai lendo e o desejo surgindo de ter as suas próprias palavras naquele objeto mágico: o livro.
Chamar o livro de objeto soa meio irreal. Ele é muito mais que isto. Nem tem uma palavra específica para designá-lo.
Aliás, muitas vezes isto acontece. Não cabe numa só palavra toda a magnitude que você deseja declarar.
Mas enfim, este desejo vai crescendo até que, de repente (entenda esse de repente como anos de lutas, desafios, portas fechadas, etc, etc, etc…) de tanto desejar (trabalhar por isto) o livro é publicado.
E aí é mágico! Olha, o prazer que se tem em ler seu texto num livro que está ali, visível, em suas mãos, é incomensurável. É demais!
É um prazer enorme. De novo faltam palavras.
E depois, a repercussão. Um e outro vir comentar sobre o que sentiu ao ler texto tal, que você captou sua alma, que alguém já sentiu o mesmo sentimento descrito, enfim, a troca de informações com os leitores é muito gratificante. Até mesmo porque você precisa de um leitor, nem que seja você mesmo.
Ora, até o diário, que era secretíssimo, trancado a sete chaves, escrito na língua do p, em gaderi poluty, virou blog para ser acessado pelo mundo todo.
Enfim, pegar todos os seus cadernos, agendas, pedaços de papel e vê-los em um livro é fantástico. Aventure-se e publique o seu!



{1 de setembro de 2011}   Minha paixão por livros

Amo ler e escrever. Quando criança lia todos os livros antes das aulas começarem. Nem esperava pela professora. Aliás, nunca esperei que me dissessem o que deveria fazer, fazia antes e daí, muitas vezes, me enrolava toda. O fato é que fiz muitas coisas bem cedo, bem cedo mesmo. Isto foi muito bom porque minha vida tomou um rumo diferente em determinado momento e, se já não tivesse feito muitas das coisas que fiz, talvez não tivesse mais chance.
Enfim, esta paixão pelos livros acabou com que eu escrevesse. E escrevi muito, sobre tudo. Nas viagens que fazia lá estava eu com uma agenda na mão, ou um caderno, uma caneta, ou um lápis, escrevendo. Até as algarobas lá de Quixeramobim não escaparam às minhas linhas.Mas, enfim, hoje resolvi desengavetar tudo e mostrar meus escritos. E então estou lançando os livros para apreciação do leitor. Vamos ver no que vai dar. Beijos!



et cetera
nothereforthis

This WordPress.com site is the cat’s pajamas

Humanarte.me

Just another WordPress.com site

perfumariasttarbela

Just another WordPress.com site

Blog Feller Hotéis

Compartilhando idéias

O Blog da Beth

Meu diário de bordo

Johnnathan Albano

Filmmaker & Motion Designer

Vitrola São Jorge

Banda cearense colocando o pé na estrada.

Beauty Recipes

blog sobre maquiagem e muito mais

apoenaeducacao

Just another WordPress.com site

Editora Bússola

Diversidade editorial em livros de interesse geral

FORTRAN BRASIL

De 28 de setembro a 1º de outubro, no auditório do Sebrae/CE

REDARTE/RJ

Rede de Bibliotecas e Centros de Informação em Arte no Estado do Rio de Janeiro

brainpixblog

Just another WordPress.com site

Soldado Digital

Guerrilha virtual

Plano B

Investimentos, Planejamento Estratégico, Mercado de Ações e Finanças Pessoais

nordestevinteum.wordpress.com/

Revista Nordeste Vinte Um

poetasepoesias

Just another WordPress.com site

Pulseiras & Cia

Acessórios de Moda

Diário de Noiva

Um caderno de registros, ideias e inspirações, para leitoras e blogueiras, que amam casamento, assim como nós!