Interação











{4 de novembro de 2010}   O fim de Anne Frank

No dia 14 de agosto de 1944 a Polícia de Segurança Alemã, acompanhada por alguns holandeses nazistas, deu uma batida no escritório geral, obrigando Kraler a revelar a entrada para o anexo secreto. Todos os seus ocupantes, assim como Kraler e Koophuis, foram presos. No dia 3 de setembro, os prisioneiros judeus, após um peíodo em Westerbork ( o principal campo de concentração alemão na Holanda), foram enviados, amontoados em vagões de gado, para Auschwitz, o mais famoso centro de exterminação, na Polônia ocupada. (Kraler e Koophuis ficaram em campos de concentração holandeses durante alguns meses, antes de serem libertados.

O anexo secreto foi saqueado e destruído durante a batida policial. Alguns dias depois, misturados aos jornais velhos e lixo espalhados pelo chão, um limpador encontrou os cadernos onde Anne escrevera seu diário. Não sabendo do que se tratava, entregou-os a Miep e Elli. As duas moças, durante um severo interrogatório alemão a que foram submetidas, negaram terminantemente sua ajuda ao pequeno grupo judeu, e assim foram liberadas e salvas. Tendo guardado cuidadosamente o diário de Anne, entregaram-no a seu pai, Otto Frank, na sua volta, após o término da guerra.

Enquanto isso, os mais velhos do grupo adoeciam sob as terríveis condições de vida em Auschwitz. Van Daan foi mandado para a câmara de gás. Otto Frank escapou por um verdadeiro milagre, pois tinha sido enviado para um campo-hospital em novembro, e ali se encontrava ainda quando o campo foi libertado pelas forças soviéticas em 27 de janeiro de 1945. Juntamente com alguns poucos sobreviventes, ele foi removido para a Galícia e finalmente chegou ao porto de Odessa, no Mar Negro, onde um navio neozelandês o conduziu de volta à Europa Oriental. Os outros prisioneiros do campo, cerca de onze mil, foram evacuados pelos alemães, à medida que os russos avançavam. Entre eles estava Peter van Daan, de quem nunca mais se teve notícia.

A caminho de Odessa, Otto Frank soube por um amigo holandês que sua mulher morrera a 5 de janeiro.

Quanto às duas meninas, foram enviadas para Bergen-Belsen, na Alemanha, dois meses após a morte da mãe. Ali Anne mostrou as mesmas qualidades de coragem e paciência na adversidade que a haviam caracterizado em Auschwitz. Em fevereiro de 1945, as duas irmãs contraíram tifo. Um dia, Margot, deitada numa enxerga ao lado da irmã, tentou levantar-se, mas, enfraquecida, caiu no chão. No seu estado de doença e fraqueza, o choque foi mortal. A morte da irmã fez a Anne o que nada até então conseguira fazer; quebrantar seu espírito. Alguns dias depois, em princípio de março, Anne morreu.

Epílogo da edição publicada pelo Círculo do Livro.

Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

et cetera
nothereforthis

This WordPress.com site is the cat’s pajamas

Humanarte.me

Just another WordPress.com site

perfumariasttarbela

Just another WordPress.com site

Blog Feller Hotéis

Compartilhando idéias

O Blog da Beth

Meu diário de bordo

Johnnathan Albano

Filmmaker & Motion Designer

Vitrola São Jorge

Banda cearense colocando o pé na estrada.

Beauty Recipes

blog sobre maquiagem e muito mais

apoenaeducacao

Just another WordPress.com site

Editora Bússola

Diversidade editorial em livros de interesse geral

FORTRAN BRASIL

De 28 de setembro a 1º de outubro, no auditório do Sebrae/CE

REDARTE/RJ

Rede de Bibliotecas e Centros de Informação em Arte no Estado do Rio de Janeiro

brainpixblog

Just another WordPress.com site

Soldado Digital

Guerrilha virtual

Plano B

Investimentos, Planejamento Estratégico, Mercado de Ações e Finanças Pessoais

nordestevinteum.wordpress.com/

Revista Nordeste Vinte Um

poetasepoesias

Just another WordPress.com site

Pulseiras & Cia

Acessórios de Moda

Diário de Noiva

Um caderno de registros, ideias e inspirações, para leitoras e blogueiras, que amam casamento, assim como nós!

%d blogueiros gostam disto: